staff.
links.
adwards.
No dia primeiro de Agosto de dois mil e dezoito o mundo entrou em déficit ambiental, cinco meses antes do término do ano. Nós, seres humanos, já havíamos esgotados todos os recursos naturais do planeta. Nós havíamos sobrecarregado nosso lar, os recursos não mais poderiam ser renovados, porque nós os desgastamos de tal maneira que não havia mais espaço para tal. Para os governantes tudo estava sob controle, alguns acordos ambientais aqui, outros acolá e voilá, tudo estaria resolvido. No ano seguinte bastava segurar as rédeas da situação e não deixar que isso ocorresse tão cedo novamente. Pois bem, nós falhamos. Ano após ano o déficit ambiental foi chegando mais e mais cedo. As comidas estavam ficando cada vez mais tóxicas, a água estava cada vez mais suja, o ar estava mais pútrido do que nunca. A qualidade de vida já não era mais a mesma e os seres humanos também não. Ninguém sabe como começou, mas a nossa nova maneira de viver criou seres humanos capazes de voar e de fazer muitas outras coisas mais. Por Deus, eu jamais imaginei que o apocalipse fosse ser assim.
roman mower
Off // MP
rebel donati
Mands // MP
otto wolfgäng
link#
link#
link#
link#
link#
link#
link#
link#
link#
link#
pues los premios

Trama

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Otto H. Wolfgäng em Qua Out 05, 2016 1:24 pm


Tramas

Olá Convidado, fique por dentro da trama que está rolando no RPG. Lembrando que todos podem participar ativamente da trama geral, inclusive incluindo suas tramas pessoais à ela. A partir do momento em que você se inclui na trama, suas ações on game alteram as regras do jogo. E então, quem você vai ser? O salvador do novo mundo? Ou o que dará o pontapé inicial para a verdadeira terceira guerra mundial?




Um novo mundo
Em dois mil e dezenove eu havia escrito um artigo chamado "O fim do mundo" e todos acharam que eu estava louco, principalmente por causa da minha idade, eu tinha apenas dezenove anos  quando o publiquei com a ajuda de um professor da minha faculdade. Mas a verdade é que ninguém queria encarar os fatos. Não precisava ser nenhum gênio ou nenhum "prodígio", como me chamaram na época, para perceber que nós, seres humanos, estávamos fazendo mal para o mundo. Poluição, superpopulação, guerras, destruição, consumismo exacerbado, tudo isso estava causando o fim do nosso planeta e por mais que diversos ambientalistas gritassem para que os governantes e as grandes indústrias cooperassem com políticas ambientais e respeitassem mais o nosso lar, ainda faltava a força da população para que eles de fato dessem ouvidos. Só que nós estávamos mais preocupados em consumir do que com o nosso planeta de fato. E não foi à toa que a China foi uma das primeiras a quebrar. Cada vez menos a China estava parando de produzir para o mundo inteiro e estava focando mais em sua economia interna, porém isso viera tarde demais. Sequer o controle de natalidade pôde impedir o crescimento populacional chinês e antes que eles pudessem se dar conta, já havia gente demais no país e recursos naturais de menos. Alemanha, EUA e Rússia vieram logo atrás, com a última já desenvolvendo métodos para que seu povo não passasse necessidade alguma, métodos estes duvidosos, diga-se de passagem...
BY SUEIKO

_________________

who run this, motherfuc***?

Otto H. Wolfgäng
Mensagens : 29

avatar
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum